Nas costas do Vampiro

(Foto: Maringas Maciel, nos idos de março de 2010)

“Esse vampiro, quem diria, tem coração de pintassilgo. Ou corruíra, se assim prefere. Já não crava os caninos e as garras – mais chegado a sábios toques e blandícias erógenas. Para merecer o beijo puro na catedral do amor é capaz de voar, sim, voar nas asas brancas da luxúria”

(Dalton Trevisan, ‘Adeus, Vampiro’, do ‘Rita Ritinha Ritona’)

~ por Barbara Kirchner em 18/08/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: