Manhã de Setembro

Drummond foi um dos representantes escolhidos do lado de lá pra figurar dentre as canções produzidas na Era Língua Madura, centralizada nas figuras de Thadeu Wojciechowski, Octavio Camargo e desta que vos tecla, dentre vários ilustres comparsas. Esta canção, a felação mais poética de todos os tempos adaptada pelo maestro Octavio, pertence ao 4o disco, o Acabou o Fim do Mundo.

Para ouvir Manhã de Setembroclique aqui !

~ por Barbara Kirchner em 10/04/2011.

3 Respostas to “Manhã de Setembro”

  1. Tudo isso é muito bom!
    Bárbara, você já postou aquela música que o Octávio compôs com o Paulo, vc and others – Príncipe dos Poetas? “Sagrou-se o Perneta, no ermo desta herma, estalagmites, estalactites. Floreado de louros, Príncipe dos Poetas. Em terras de Nhá Laura, na Ilha dos Amores, estalagmites, estalactites.” Adoro!!!

  2. que bonito…beijo

  3. viva as manhã s de setembro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: